Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (8062)

8. Você é nascido de Deus?

#PACI17 – faltam 13 dias

“7 Filhinhos, não deixem que ninguém os engane. Aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. 8 Aquele que pratica o pecado é do Diabo, porque o Diabo vem pecando desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo. 9 Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus. 10 Desta forma sabemos quem são os filhos de Deus e quem são os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não procede de Deus, tampouco quem não ama seu irmão.” 1João 3:7-10

Principalmente a partir dos anos oitenta, os evangélicos brasileiros se propuseram a mostrar ao mundo que eles não eram tão diferentes assim. Havia um grande desejo de serem aceitos pela sociedade e se encaixarem no cenário. Quatro décadas depois, é mesmo difícil dizer qual é a diferença entre a maioria dos evangélicos e os não evangélicos. Suas obras parecem ser as mesmas, portanto é duvidável que haja diferença em sua essência. Será que essa igualdade é admissível para Deus? É justa essa semelhança? Esse texto vai nos dizer.

[Ver] O que você vê nesse texto?
João está ajudando os crentes a comprovarem se são crentes mesmo. Ele quer desfazer a confusão teológica causada por muitos pregadores heréticos daquele tempo. Está em pauta a santificação, o modo como o verdadeiro crente se livra do pecado, enquanto os heréticos ignoram o pecado ou se colocam acima dele. Nesta sessão ele vem apresentando a manifestação de Jesus como elemento de prova. Primeiro falou da manifestação futura e depois começou a falar da manifestação passada, isso é, da encarnação de Jesus. Ele ainda dividiu o assunto em dois, primeiro explicou como a manifestação passada de Jesus atingiu a essência do pecado, agora mostra como ela atinge sua origem ou fonte.

  • O que significa filho nessa passagem e quais são as opções que João apresenta? “Desta forma sabemos quem são os filhos de Deus e quem são os filhos do Diabo” – as pessoas podem ser, ou filhos de Deus ou filhos do Diabo. O termo filho tem duas aplicações, pode indicar a geração, isto é, quem gerou, ou simplesmente a semelhança, parecido com quem, parte do grupo de quem. O texto insiste que os filhos de Deus são gerados por ele, na medida em que fala da semente. Porém, devemos supor que os filhos do Diabo sejam chamados assim porque se parecem com ele e fazem parte de seu grupo. O Diabo começou a pecar primeiro (desde o princípio) e os pecadores o imitaram.
  • Expor os polos da questão é parte da estratégia apologética de João; quais são as duas práticas possíveis nesse texto? “Aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Aquele que pratica o pecado é do Diabo” – O termo ‘praticar’, que significa ‘fazer’ no sentido mais intencional, é exposto aqui sempre com o significado de uma prática contínua. Praticar o pecado também é comparado a estar no pecado. A prática da justiça se opõe à pratica do pecado. Já vimos que pecado é não ter parte (na vontade de Deus). Então, é importante notar que justiça no original não tem o sentido de um processo, mas do veredito do juiz. Justiça é aquilo que o juiz disse para fazer, portanto, novamente, quem pratica a justiça está fazendo o que Deus mandou fazer.
  • Quais são os recursos com que os Filhos de Deus contam contra o pecado? “Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo. Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus” – O primeiro recurso é a manifestação de Jesus; isso desorganizou as obras do Diabo. O termo usado por João indica que essas obras do Diabo estavam bem organizadas em feixes e Jesus as desorganizou, diminuindo sua capacidade e tirando-lhes o poder de afetar as pessoas. Além disso, os crentes são nascidos de Deus, eles têm em si a semente divina. Modernamente diríamos que eles têm o DNA de Deus, sua nova natureza não é do pecado, mas da justiça. Além disso, os crentes não podem (não têm habilidade) para continuar pecando porque foram gerados por Deus, estão plantados nele.
  • Que prática da injustiça João destaca acima de qualquer outra? “quem não pratica a justiça não procede de Deus, tampouco quem não ama seu irmão” – João reafirma que quem não faz a vontade de Deus não foi gerado por ele e destaca o amor ao irmão, ficando subentendido que essa é uma prática da justiça que todo verdadeiro filho de Deus faz.

[Ouvir] O que você ouve nesse texto?
Justiça e pecado são mutuamente excludentes, não é possível viver fora da vontade de Deus e, ao mesmo tempo fazer o que Deus quer. Isso é levado às últimas consequências por João, de tal forma que podemos achar garantia de que somos Filhos de Deus em fazermos intencionalmente aquilo que Deus determinou em seu justo juízo – isto é a justiça.

  • Jesus veio para desorganizar as obras do Diabo, seus esforços para tirar as pessoas da vontade de Deus. Portanto, ele não tem mais o poder de manter as pessoas longe da justiça.
  • Quando somos gerados por Deus, a semente de Deus permanece em nós, isto é, há uma natureza divina que nos afasta da prática do pecado na medida em que queremos naturalmente fazer o que Deus quer.
  • Quando somos gerados em Deus, estamos nele, de tal forma que não podemos estar no outro lugar, isto é, fora da vontade dele – no pecado.

[Sentir] O que você sente nesse texto?
Praticar a justiça, fazer as coisas que Deus determinou como boas, são a garantia e a prova de que somos Filhos de Deus. A graça não elimina a obrigatoriedade do comportamento, ela provê os recursos para isso, como também Paulo disse: “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.” Efésios 2:10. Portanto é bom que haja uma enorme diferença entre os Filhos de Deus e os Filhos do Diabo. Eles não são nem um pouco parecidos, seja em sua natureza ou em seu comportamento. Pensando nisso, medite e responda às seguintes perguntas.

  • [-] Que coisas esse texto leva você a tirar de sua vida?
  • [+] Que coisas esse texto leva você a somar à sua vida?
  • [/] Que coisas esse texto leva você a dividir com os outros?
  • [x] Que coisas esse texto orienta para multiplicar o Reino?

…………………………………………………
Para mais estudos bíblicos em 1João veja:

01. Você tem comunhão com Deus? 1João 1:5-7
02. Você conhece Jesus? 1João 2:3-6
03. Você está na luz? 1João 2:9-11
04. Você tem o amor do Pai? 1João 2:15-17
05. Você tem o Pai? João 2:22,23
06. Você permanece no Filho e no Pai? 1João 2:24,25
07. Você permanece em Jesus? 1João 3:4-6
08. Você é nascido de Deus? 1João 3:7-10
09. Você já passou para a vida? João 3:11-15
10. Você sabe o que é amor? 1João 3:16-18
11. Você sabe se é da verdade? 1João 3:19-23
12. Você reconhece o Espírito de Deus? 1João 3:24-4:3
13. Você reconhece o Espírito da verdade? 1João 4:4-6
14. Você é nascido de Deus? 1João 4:7-12
15. Você permanece em Deus? 1João 4:13-16
16. Você ama a Deus? 1João 4:19-21
17. Você ama os filhos de Deus? 1João 5:1-3
18. Você tem a vida? 1João 5:10-13
19. Você é ouvido por Deus? 1João 5:14-17
20. Você é nascido de Deus? 1João 5:18-21

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>